Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

One Smile, One Life

Porque só vivemos uma vez

One Smile, One Life

Porque só vivemos uma vez

...

Dizem que o tempo ajuda a sarar as feridas. Dizem que o tempo é o nosso melhor amigo...que ajuda a esquecer.

É mentira, sei bem que o é... Não espero por um milagre.

Passaram 10anos e a saudade não quebrou, a tua falta não derreteu. Apenas aumentou. As lágrimas ameaçam aparecer de cada vez que olho para a janela de onde tantas vezes olhaste para mim. Essas lágrimas dilacerantes que fazem sofrer e que não deixam esquecer a falta que me fazes.

Como gostava que o tivesses conhecido e que lhe tivesses mostrado a pessoa que eras... contado por mim perde o encanto! Eras mais especial do que algum dia vou conseguir encontrar palavras que te possam descrever, que possam mostrar o quão admirável eras. Queria que visses como a minha família continua linda, como somos felizes! Mas também como continuamos a lembrar-te todos os dias, como continuamos a não esquecer a Mãe Guida.

 

 


6.5.2012 - Dia da Mãe

 

 

 

 

 

 

 

?Onde.

"E flutuando num silêncio tão profundo,

como se tudo agora estivesse quieto e calado,

deito-me.

 

Deito-me num chão ainda mais frio do que eu.

Um chão que me dá o choque emocional que precisava.

Choro. Choro até o diafragma doer, até os pulmões reclamarem da falta de ar que não recebem.

 

E relembro o momento.

Aquele que percebi que não sou quem pensava ser.

A importante, a especial, a tal.

 

Precisava agora de um abraço teu.

Mas o silêncio é tão grande que me perco

Em sentimentos, cansaço e desilusão.

 

Um só não chegaria, dois ainda seriam pouco,

Mas sei que não vão chegar.

 

Divago, na procura incesante 

De uma nova luz que me traga a vida.

Que me ilumine a alma que teima em querer esconder-se.

 

Onde estás?"

 

LM, 2011

 

Lara.

Deixar alguém...

Quando pensamos em abandonar alguém, sabemos as consequências que isso vai acarretar.

Sabemos que todos vão questionar a legitimidade de tal decisão, qual donos da nossa vida. Sabemos que todos vão lamentar que não tenha dado certo, dizendo que sempre tinham pensado que seria para sempre. Sabemos ainda que vamos querer não ver ninguém pois vamos estar fartos de ouvir as tão famosas frases pré-concebidas.

Mas quando as coisas não estão bem, não por que continuar com essa pessoa. Deixamos de sentir que os sonhos e as vontades são partilhados, que a vontade de ficar mais um pouco na cama só para nos enroscarmos, já não existe.

Desaparece, então, o Amor.

Passamos ao que se chama de Habituação, tal qual uma dependência. Estamos juntos por estar, falamos um com o outro para não parecer mal, beijamos por obrigação, sem qualquer tipo de sentimento amoroso inerente. Qualquer pequena coisa é motivo para uma discussão infindável, onde já nem os insultos têm a capacidade de nos magoar – já nada o faz pois o coração já está calejado/cicatrizado… Já não há lugar para qualquer outra protusão.

E assim, acabou. A coragem chega finalmente quando dizemos “basta”! Quando nos cansamos das discussões  repetidas, quando já não aguentamos o dormir na ponta da cama para evitar qualquer tipo de contacto físico…talvez isso mudasse tudo.

Fazemos então as malas e partimos. Partimos na esperança de nos reencontrarmos; de voltarmos a conseguir degustar a panóplia de oportunidades boas e más que a vida nos oferece, sem estarmos preocupados com a “outra pessoa”. Passamos a ser apenas nós.

 

Nós e o Destino…

 

 

 

Lara

 

Amo-te tanto que te odeio...*

Sei que me mentes. Sei que tudo isto é um sonho, o qual a qualquer momento se vai desvanecer e me  vai fazer caír bem fundo.

Não adianta que todos os outros me tentem alertar. Porque eu simplesmente não quero ouvir aquilo que estou farta de saber: que não és só meu.

Sim, eu sou só tua. Entreguei-me a ti na esperança de que tu fizesses o mesmo ; na esperança de ter o conto de fadas com que sempre sonhei. E por momentos, tive...

Fui uma princesa feliz. Uma princessa que sorria de cada vez que te via; uma princesa que se sentia a voar de cada vez que lhe tocavas. Uma Princesa enganada, portanto.

Ao fim de tanto tempo, o conto de fadas chegou ao fim. Percebi que não era a única princesa do teu castelo. E doeu. Doeu tanto que dilacerou o meu coração de uma maneira irrecuperável.

Mas eu gosto da forma como me magoas. Tens jeito para mentir e omitir. Fazes-me sentir especial, mesmo sabendo de tudo.

Por isso, não é burrice o facto de continuar contigo. É um simples egoísmo: um egoísmo por querer continuar a sentir que estou por cima, porque tu não sabes que eu sei. 1 a 0 para mim.

Mas sei. E amaldiçoo-te todos os dias.

 

Porque de tanto que te amo, já te odeio.

*Texto ficcionado.

 

 

Lara.

Do sonho ao pesadelo.

Procuro por ti no silêncio da noite. Quero olhar nos teus olhos e perguntar o que queres tu de mim afinal. O que procuras...

Quero sonhar que nada disto é uma cruel mentira, que a nossa felicidade é verdadeira.

Recordo-me de ti e de todos os momentos que passámos juntos, e sofro. Porque, cruelmente, e longe dos sonhos sei que tudo não passou de uma diversão para ti.

Sei o quanto estou apaixonada, o quanto queria estar contigo, sentir o teu corpo junto ao meu... mas também sei que quanto maior é o sonho, maior é a queda.

 

 

20.08.2010

 

Lara.

 

 

 

Reflexões

Quando era mais pequena diziam-me que era impossível amar alguém mais do que amamos a nossa família. Do alto da minha pequenez, sempre achei que não era assim: eram amores diferentes, cada qual no seu lugar, com expressões diferentes, mas ambos igualmente importantes.

Comecei a amar alguém para além da minha família muito cedo, aos 15 anos. E, desde aí, soube que era um verdadeiro amor. E não, não era por sentir as "borboletas na barriga" de cada vez que o via, ou pelo nervosismo que sentia quando estava à espera de um telefonema dele; foi, sim, pela serenidade que ele me transmitia, pela forma como eu me sentia especial e, porque, pela primeira vez, conseguia ver-me num futuro a dois.

Indiferente às vozes que se levantavam dizendo que não passava de uma paixão da adolescência, à qual não devia dar grande importância, segui em frente. "Investi" naquilo que sabia ser para toda a vida.

Com ele, eu era autêntica. E isso é o amor: é conseguirmos conjugar as duas personalidades, sendo sempre nós próprios, nunca perdendo a nossa essência em prol do outro.

 

 

15.07.2009

 

 

Lara.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D