Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

One Smile, One Life

Porque só vivemos uma vez

One Smile, One Life

Porque só vivemos uma vez

Sugestões de prendas de Natal! (4)

Com o Natal a aproximar-se (e o meu aniversário, a quem interessar! ;P), volta esta dica! Espero que gostem!*


Handbag Parfois - 22,99€ (acho tão fofinha!)

 

Caixa para Chás (tão bom neste frio que se faz sentir) - 10,63€ na loja VIVA





Livro de Daniel de Oliveira, dizem ser o livro do ano para todas as mulheres - à venda na Bertrand por 13,95€ e em formato e-book por 9,99€!

Gosto Muito...#10

 

De um banho de espuma. São raros, é verdade. Mas sabem-me pela vida.
Fazem-me descarregar toda a adrenalina, permitem-me relaxar. Fechar os olhos e, nem que seja a fazer de conta, pensar que está tudo bem.
Sinto-me bem mais leve depois de um. 
Sinto-me melhor comigo mesma.

 

 

Estou neste momento a ver a reportagem da TVI..

E apraz-me dizer algumas coisas:

- Sendo eu funcionária de um hospital público, tenho vergonha. Vergonha de pertencer a um sistema que, tal como o país, está corrupto. Felizmente, o meu serviço é gerido por uma pessoa à altura que não é conivente com estas situações; Se assim não fosse, e por muito que queira trabalhar, não o conseguiria fazer.

- Aquilo que esta reportagem retrata não é de agora; há décadas e décadas que os médicos se fizeram valer da necessidade das pessoas para seu próprio benefício; a maioria dos idosos de agora reformou-se muito cedo por darem "boas prendas" ao seu médico de família. Agora, apesar de ser mais difícil, continua a acontecer, sem que tenham qualquer vergonha ou peso na consciência. O factor "C" continua a ser o mais valioso.

- Assusta-me muito o facto de saber, eu própria que trabalho num hospital, que se alguém da minha família ficar doente, muito provavelmente terei que recorrer ao privado se não quero estar meses e meses com uma angústia crescente por respostas.

- Eu, tendo já tido casos na família que não acabaram da melhor forma e que levaram a muitos momentos de angústia, trabalho TODOS os dias de forma a tentar sempre que a rapidez e a fiabilidade dos resultados sejam um conjunto; com a seriedade exigida, penso sempre que se fosse um familiar meu, quereria os resultados, bons ou maus, o mais rápido possível.

- É vergonhoso que que ainda não se tenha obrigado os profissionais a trabalharem apenas num local de saúde; estar dias seguidos de banco ou a fazer consultas mais de 20h seguidas, entre público e privado, é o maior passo para o erro. E se é verdade que errar é humano, está nas nossas mãos a vida das pessoas, e com essa não se deve NUNCA brincar.

- Enganarem os doentes com medicamentos que não deviam tomar ou realizar procedimentos para lesões que nem existem, é simplesmente vergonhoso. É um balde de água fria para quem, como eu e muitos outros, todos os dias quer o melhor. Para quem dá o seu melhor por cada um.

- Felizmente, ainda há médicos sérios e são esses os primeiros a denunciar estas situações (como se vê na reportagem!). E esses sim, merecem um aplauso. Pela coragem de dar a cara, pelo não ter medo de enfrentar quem, como eles, fez um juramento. Um juramento para salvar vidas.

 

Não para as despedaçar ainda mais.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Daisypath Anniversary tickers

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D